Do dia e seus milagres | Miryan Lucy | Ponte de Paz

Do dia e seus milagres

Escolha a cada dia uma música. A cada dia um poema ou uma simples frase que seja; a cada dia, no final do dia, recorte uma cena – um olhar, um gesto em meio a uma conversa, um detalhe que o seu olho apreendeu…ou o seu ouvido…quem sabe o som de uma risada, o barulho de passos, aquela cantiga que só o vento faz as folhas cantarem. Quem sabe um toque, o tato que te proporcionou a maciez, a delicadeza, a sensação do quente ou do frio…Quem sabe ainda um cheiro? Ou o sabor?

O que você viu, o que sentiu, cheirou, provou, ouviu?

Bem aí, escondido nesses pequenos e imperceptíveis prazeres está guardado o milagre. A bênção. O pássaro pousado no ombro… A mão invisível que te sustenta!

Abra a cada noite esta cortina. Deixe a cena, a melhor delas entrar. Aplauda como quem assiste a um belo espetáculo apresentado pela lembrança.

Depois, agradeça. E durma em paz!

Miryan Lucy de Rezende

Nos diga se gostou. Deixe o seu comentário abaixo 😉

1 COMENTÁRIO

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui