Paramahansa Yogananda constuma ser chamado de, “O Amante de Deus”, ele traduziu para grande público ocidental, com simplicidade, mas sem perder a profundidade, o saber e a prática dos grandes yogues da Índia. Entre os seus ensinamentos está o poder da mente conectada com Deus, que pela vontade comanda e direciona o fluxo de energia que alimenta e fortalece a vida.

No áudio que você ouviu nesta postagem, Yogananda ensina que a enfermidade física é apenas ilusão moldada e materializada em decorrência da nossa ignorância e pensamentos. Somos o templo de Deus e Deus é perfeito, logo, assim é toda a Sua criação. De forma voluntária transgredimos as leis divinas e acabamos por criar perturbações temporárias, que se manifestam para nós mesmos como enfermidades. Porem podemos vê-la também como o remédio, que não é mais do que a colheita da semente amarga que semeamos em momentos anteriores, pela inconsciência dos próprios atos. A afirmação pode não passar de ondas sonoras disformes, ou você pode torna-la a sublime canção que faz vibrar todo o seu Ser em sintonia a Harmonia e Alegria Sempre Nova.

              

Em cada altar do sentimento,
Vontade, e pensamento,
Moras Tu, moras Tu.
Tu és todo o sentimento,
Toda a vontade, e o pensamento.
És Tu quem os guia;
Que a Ti sigam,
Que a Ti sigam,
Que sejam como Tu.

              

No templo da consciência,
A luz – Tua luz – morava.
Eu não a via; mas agora vejo.
O templo é de luz, o templo está são.
Adormeci e sonhei que o templo se quebrou,
Por medo, ansiedade e ignorância.
Adormeci e sonhei que o templo se quebrou,
Por medo, ansiedade e ignorância.
Tu me despertaste,
Tu me despertaste.
Teu templo está são.
Teu templo está são.

              

Eu quero adorar-Te,
Eu quero adorar-Te.
No coração, na estrela,
Na célula do corpo eu Te amo;
Brinco contigo no eléctron.
Anseio venerar-Te
No corpo, estrela, constelação, nebulosa.
Tu estás em tudo; em tudo
Eu te adoro.

              

Vontade Divina Celestial
Feita vontade humana minha
Brilha em mim, brilha em mim,
Brilha em mim Tua Vontade,
Brilha em mim Tua Vontade.
Eu vou desejar, eu vou querer,
Vou trabalhar e me disciplinar,

Não guiado pelo ego, mas sim por Ti,
Mas sim por Ti, por Ti.
Vou trabalhar, exercer minha vontade;
Mas preenche Tu minha vontade
Com Tua própria vontade, com Tua própria vontade.

              

Oh! Pai, torna-nos crianças pequeninas,
Pois delas é o Teu reino.
O Teu amor em nós é perfeição.
Assim como Tu és perfeito, nós somos perfeitos.
Em corpo e mente somos sãos,
Assim como és Tu, assim como és Tu.
Tu és perfeito.
E nós somos Teus filhos.

              

Tu estás em toda a parte;
Onde quer que estejas, está a perfeição.
Tu habitas no altar de cada célula,
Tu estás em todas as células do meu corpo.
Minhas células são sãs; são perfeitas.
Minhas células são sãs; são perfeitas.
Faz-me sentir que Tu estás nelas,
Em todas elas, em todas elas,
Faz-me sentir que Tu estás nelas,
Em cada uma delas, em cada uma delas.

              

Vida da minha vida, Tu és perfeito.
Tu estás em toda a parte;
No meu coração, no meu cérebro,
Nos meus olhos, no meu rosto,
Nos meus membros e em tudo.

              

És Tu quem move meus pés;
Eles são sãos, são perfeitos.
Minhas pernas e cochas são sadias,
São sadias, pois Tu moras nelas.
Tu sustens minhas coxas
Para que eu não caia, para que eu não caia.
São sadias, pois Tu estás nelas.
São sadias, pois Tu moras nelas.

              

Tu estás na minha garganta;
Membrana mucosa e abdómen,
Reluzem em Ti.
São sadios, pois Tu estás neles.
Na minha coluna Tu cintilas;
Está sadia, está sadia.
Pelos meus nervos Tu fluis;
Estão sadios, estão sadios.
Tu circulas nas minhas veias
E nas minhas artérias circulas;
Estão sadias, estão sadias.
Tu és fogo no meu estômago;
Tu és fogo nos meus intestinos;
Estão sadios, estão sadios.

              

Assim como Tu és meu,
Assim sou Teu também.
Tu és perfeito;
Tu és o meu ser, Tu és o meu ser.
Tu és o meu cérebro,
É brilhante e sadio,
É sadio, é sadio, é sadio.

              

Livre flui a minha imaginação;
Livre flui a minha imaginação.
Estou doente quando assim penso;
Tenho saúde quando assim penso;
A cada hora, oh! todos os dias,
Em corpo, mente, em todos os aspectos
Eu estou são, eu estou feliz.
Eu estou são, eu sou feliz.

              

onhei um sonho em que eu estava doente,
Porém despertei rindo ao ver-me saudável.
Banhado em lágrimas fiquei,
De alegria, não de pesar,
Ao comprovar
Que havia sonhado o sonho da enfermidade.
Pois eu estou são, eu estou são.

              

Permite-me sentir
Teu amoroso pulsar. Teu amoroso pulsar.
Tu és meu Pai,
Eu sou o Teu filho.
Amável ou travesso,
Eu sou Teu filho.
Permite-me sentir Teu saudável pulsar.
Permite-me sentir Tua sábia vontade.
Permite-me sentir Tua sábia vontade.

Fonte:
Conteúdo produzido pela equipe do programa “A Era da Luz” / Rádio Rio de Janeiro.
Trecho do livro “Afirmações Cietíficas de Cura – Paramahansa Yogananda
Nas vozes de Carlos Vereza e Majô de Castro
Na flauta: Carlos Vereza
A frente do programa: Prema Márcia Beatriz

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui